Sobre o Festival

O que é o "Festival Mundial Uchinanchu"?

A província de Okinawa é uma das províncias que mais enviou emigrantes ao exterior e possui mais de 1 século de história. Os pioneiros atravessaram o mar, desbravaram o novo mundo, numa terra distante, e superaram as dificuldades com um esforço extremo. Fundaram as bases para para viver em cada região, se estabelecendo de forma firme nessas sociedades de cultura distinta e mantiveram vivas a identidade e a cultura tradicional únicas de Okinawa. Segundo estimativas da época do festival anterior, haveriam cerca de 420 mil descendentes de okinawanos no mundo.

O objetivo do "Festival Mundial Uchinanchu"é honrar o mérito dos descendentes de Okinawa que estão pelo mundo e que são um valioso patrimônio humano; expandir e desenvolver a rede uchinā através da interação com os cidadãos de Okinawa; reunindo-se em Okinawa; reafirmar as origens e a identidade, transmitindo às próximas gerações.

Esse festival é realizado pela Comissão Organizadora do Festival Mundial Uchinanchu, formada pelo governo da província de Okinawa e instituições relacionadas, tendo sido realizada num espaço de tempo de cerca de 5 anos, desde sua primeira edição em 1990, totalizando 6 edições realizadas até hoje.

Resumo do "7° Festival Mundial Uchinanchu"

O "7° Festival Mundial Uchinanchu" será realizado pela Comissão Organizadora do 7° Festival Mundial Uchinanchu. Essa comissão é formada por entidades governamentais como o governo da província e por organizações do meio civil de diferentes áreas, como cultural, intercâmbio cultural, mídia, financeira e econômica, com 141 pessoas, tendo iniciado as atividades em setembro de 2020.

Paralelamente à formação da comissão, foi criada uma Secretaria da Comissão Organizadora no interior da Divisão de Promoção de Intercâmbio do Departamento da Cultura, Turismo e Esporte.

Foi decidida oficialmente nessa Comissão Organizadora a realização do "7° Festival Mundial Uchinanchu" em 2022.

A programação do festival é a seguinte:
(1) Véspera do festival: 30 de outubro de 2022
(2) Festival Principal: 31 de outubro a 3 de novembro de 2022.

Além disso, 2022 - o ano em que será realizado o festival - é o ano em que a província de Okinawa completa 50 anos de seu regresso ao Japão e a intenção é planejar um evento em que os participantes do festival e os cidadãos de Okinawa possam compartilhar este momento.

Conceito Básico do 7º Festival Mundial Uchinanchu

Significado da celebração do Festival

História da migração da província de Okinawa

Okinawa é uma das principais províncias de emigrantes do Japão, e considera-se que existam cerca de 420 mil pessoas com raízes em Okinawa pelo mundo, a começar pelas Américas do Norte e do Sul. Muitos okinawanos que se lançaram para o mundo no período anterior e posterior à Segunda Guerra Mundial enfrentaram as dificuldades com um espírito inabalável, avançando com passos firmes nas terras em que se estabeleceram. O chimugukuru (espírito de solidariedade) dos Uchinanchu (okinawanos e seus descendentes), em especial, manteve um forte vínculo apesar da distância, apoiando na reconstrução de Okinawa, sua terra natal, que passava por dificuldades econômicas através do envio de remessas e uma grande quantidade de mantimentos de ajuda antes e depois da Segunda Guerra Mundial. Hoje, os uchinanchu, que tendo conquistado a confiança como entes das respectivas sociedades dos diferentes países em que residem, atuando em diversos setores (político, econômico, cultural, cientifico, entre outros), tanto no exterior quanto nas outras províncias do Japão, não esquecem a sua terra natal, transmitindo o legado da identidade uchinanchu às novas gerações através da preservação da cultura e do espírito de Okinawa, principalmente através das atividades culturais realizadas nas associações okinawanas como: as artes tradicionais, o sanshin, o caratê etc. Em relação à cultura de Okinawa que foi criada por nossos antepassados, a Província de Okinawa estabeleceu o dia 1º de novembro como o Dia da História e da Cultura de Ryukyu, buscando a continuidade e o desenvolvimento da cultura de Okinawa, e desta forma contribuir para alcançar uma vida agradável, bem como uma sociedade cultural e pujante.

Histórico do Festival Mundial Uchinanchu

O Festival Mundial Uchinanchu, que surgiu no intuito de estabelecer e desenvolver a rede de contatos dos uchinanchu que se expande pelo mundo, foi realizado pela primeira vez em 1990, sendo realizado aproximadamente a cada 5 anos. Nos 6 festivais realizados até agora buscou-se: construir a Rede Uchina, desenvolver e revitalizar as sociedades e as economias de Okinawa e das outras regiões participantes, dar um grande salto como o ponto de apoio do intercâmbio internacional, transmitir, aprofundar e expandir a Rede Uchina, desenvolver novas redes, transmitir e desenvolvê-las de forma duradoura., gerando resultados como a criação do sistema de Embaixadores da Boa Vontade de Uchinā, a criação da WUB, a realização do Junior Study Tour, a criação do Banco de Famílias Hospedeiras, a participação dos cidadãos de Okinawa nas cerimônias e a criação da Secretaria da Juventude Mundial Uchinanchu.

Além disso, o último Festival foi o maior, com a participação de 7.353 pessoas de 29 países e regiões do exterior e 603 pessoas do Japão, no qual foi estabelecido como o Dia Mundial do Uchinanchu a data de 30 de outubro e se concretizou a realização do Sekai Wakamono Uchinanchu Taikai (Festival Mundial dos jovens Uchinanchu) em Okinawa. De diferentes formas, o Festival Mundial Uchinanchu vem desempenhando seu papel na continuidade e desenvolvimento da Rede Uchina.

A Rede Uchina, da qual devemos nos orgulhar, não se limita apenas no intercâmbio humano, no compartilhamento de informações e no intercâmbio de negócios, mas também tem continuado e desenvolvido o sólido vínculo baseado no espírito chimugukuru e yuimāru (ajuda mútua), como evidenciado pelo grande e caloroso apoio vindo dos grupos e associações okinawanas do Japão e do exterior após o incêndio que reduziu às cinzas o Castelo de Shuri em 2019.

Princípios do 7º Festival

O 7º Festival Mundial Uchinanchu será realizado com a expectativa de desenvolver ainda mais a Rede Uchina num momento em que se pressupõe que ainda sofreremos os efeitos da pandemia de COVID-19. Considerando que a pandemia nos fez perceber a importância dos laços e vínculos entre as pessoas, buscamos a participação no planejamento dos eventos, não só daqueles que virão a Okinawa, mas também dos uchinanchu das diversas regiões, do Japão e do exterior, que não poderão vir.

Realizando uma ampla divulgação e promoção do Festival no Japão e no exterior no ano em que marca os 50 anos da reintegração de Okinawa ao Japão, buscamos uma compreensão mais profunda em relação ao significado e às conquistas do Festival, além de uma maior cooperação à Rede Uchina que se expande pelo mundo, inclusive pela parcela de pessoas que não conheciam o Festival.

O Festival irá confirmar, continuar e desenvolver a força extraordinária da Rede Uchina, difundir o Soft Power particular de Okinawa, e somando-se a utilização desses atrativos, a implementação do intercâmbio e da cooperação através da aplicação das mais novas tecnologias como as tecnologias da informação e comunicação, tendo como princípio a contribuição ao desenvolvimento, não só de Okinawa, mas de cada região.

Propósito do Festival

O 7º Festival Mundial Uchinanchu é realizado com o propósito de executar os projetos baseados nas diretrizes abaixo para a continuidade e desenvolvimento da Rede Uchina, realizando o intercâmbio e a cooperação sustentável utilizando o Soft Power e as tecnologias mais recentes e contribuir para o desenvolvimento, não só de Okinawa, mas de cada região.

Diretrizes do Festival

  1. Neste festival que será realizado no ano que marca os 50 anos da reintegração de Okinawa ao Japão, pretende-se continuar e desenvolver a Rede Uchina, confirmando a sua importância e a sua força, promovendo a interação com a população da província e preparando os jovens da próxima geração.
  2. Contribuir para o desenvolvimento, não só de Okinawa, mas de cada região, sob o espírito Bankoku Shinryo (ponte que une as nações) e alinhado aos princípios dos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), como através da divulgação da importância da paz, que é a base para o intercâmbio e a cooperação.
  3. Realizar um Festival em formato misto que permita a participação online dos uchinanchu do exterior e outras regiões do Japão que não podem vir à província devido às razões como a pandemia do coronavírus e tornar o Festival num evento seguro e protegido, seguindo rigorosamente as medidas de prevenção de doenças contagiosas.

Programa dos Objetivos dos Eventos

  1. Manter, transmitir e expandir a Rede Uchina, fortalecer o elo entre os uchinanchu e confirmar a identidade uchinanchu.

    Exemplos: Desfile de Véspera do Festival; Cerimônias de Abertura e Encerramento; Grand Finale; festas de recepção realizada pelos municípios; exposição sobre a migração; e eventos de intercâmbio artístico-cultural e esportivo.
  2. Aprofundar a compreensão, transmitir para as próximas gerações e desenvolver o Soft Power particular de Okinawa (cultura, artes tradicionais, história, línguas, costumes, ambiente, crenças e natureza).

    Exemplos: Eventos para apreciação das artes tradicionais como Sanshin, Ryukyu Buyō, Kumiodori e Eisā; exposição sobre a migração; eventos relacionados à reconstrução do Castelo de Shuri; 2º Torneio Mundial de Caratê de Okinawa; 1º Torneio Mundial Juvenil de Caratê de Okinawa; eventos relacionados ao Shimakutuba (línguas de Okinawa); e feira de negócios.
  3. Criar oportunidades para que os jovens de Okinawa se interessem pelas outras províncias e países estrangeiros e promover o seu avanço ao exterior.

    Exemplos: Junior Study Tour; Programa de Construção da Rede de Contatos Kaiho Yoshu, Sekai Wakamono Uchinanchu Taikai (Festival Mundial dos jovens Uchinanchu); Let's Study World Uchinanchu (Projeto Vamos estudar os Uchinanchu do Mundo); e palestras dos emigrantes.
  4. Aprofundar a compreensão das diferentes culturas e valores do mundo, difundindo o espírito de Okinawa (chimugukuru) que busca a cooperação internacional e a paz.

    Exemplos: Let's Study World Uchinanchu; Bazar Mundial; Festival Champurū; simpósios relacionados à economia, intercâmbio internacional e cooperação internacional; eventos de intercâmbio de paz; Cerimônia de Premiação do prêmio Paz de Okinawa; chamadas para a mídia nacional e internacional; e divulgação através da Rede Uchina.
  5. Compreender os encantos dos produtos locais e de OKINAWA como um local turístico internacional.

    Exemplos: Festival Industrial; Guia Turístico dos municípios; apresentação e workshop sobre o artesanato tradicional (utilizando o centro de artesanato Kogei noMori); e ResorTech Okinawa.
  6. Realizar o intercâmbio e a cooperação de forma duradoura, introduzindo ativamente os eventos online que utilizam as novas tecnologias.

    Exemplos: evento interativo bidirecional em tempo real que dá a sensação de estar no local; transmissão das lives dos principais eventos; criação de arquivo para armazenamento; transmissão proativa por meio das mídias sociais; compartilhamento e difusão de informação através de uma videoteca.